domingo, 8 de janeiro de 2012

Voltei


Renascimento, fiquei algum tempo ensaiando como iniciar esse texto , para enfim ressurgir das cinzas.
Escrever algo profundo, belo, cheio dos meus antigos dramas era minha intenção inicial ao desejar reabrir o blog, todavia, quero distância de drama, sofrimento dor e adjacentes.
Então vamos lá:

Vamos acordar? Sério se mais alguém vier falar sobre amor vou vomitar.
Tudo que vejo é hipocrisia, algumas pessoas agarram-se ao ideal da pessoa amada e esquecem sua verdadeira essência.
Estou cansado de ver frases depressivas em redes sócias, exausto de ser obrigado a sentir a melancolia de relacionamentos que já afundaram ou pior a nostalgia do inicio de relacionamentos. Minhas retinas necessitam de descanso, parem de sofrer por outras pessoas e tentem ao menos lutar pelos seus próprios destinos. Veja como o amor esta banalizado, todos amam, todos adoram.
Todos querem apaixonar-se, não precisa ser correspondido nem mesmo entendido, só querem paixão pura e simples.
“.. Uma tarde de verão, sorrindo aos passantes, dormentes ao senhor tempo, algo inexplicável para razão, e tão singelo e belo ao amor... ”
Já eu defendo a individualidade de cada ser humano, a verdadeira face humana esta na individualização e não no social. Hoje nem mesmo pesquisas de opinião revelam opiniões.
Em um meio onde é “livre” o pensamento todos temos opiniões, contestações e soluções. Pensamentos que simplesmente não importam na massificação de pessoas. Onde todos têm opiniões ninguém tem. Vivemos tão desesperados com o outro que deixamos ao pouco de sermos nós. Somos produto do meio e meio nos tornou assim.
PS: A parte boa de estar depressivo é sem dúvida o sarcasmo, que é bagagem essencial para o depressivo, não sei dizer se o sarcasmo ou simplesmente a ironia de como enxergamos as pessoas e a realidade a nossa volta.
A lente negra que cobre meus olhos sem dúvida enxerga bem melhor, que seus olhos verdes ou apenas sou mais inteligente que a maioria dos bonitinhos existente na face da terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário