domingo, 22 de maio de 2011

Medo

Claro que os nazistas estavam errados ao odiar os judeus, mas o ódio aos judeus não foi sem razão. Mas, o motivo não era real, foi imaginário. O motivo foi o medo.
Mais deixem de lado os judeus por um momento, pensem noutra minoria, uma que pode passar despercebida, se necessário. Existem minorias de todos os tipos, loiras, por exemplo, ou pessoas com sardas. Mas uma minoria só é reconhecida como tal quando constituem ameaça à maioria. Ameaça real ou imaginária. E aí reside o medo.
E se essa minoria é de algum modo invisível, o medo é ainda maior. E esse medo é a razão pela qual as minorias são perseguidas, portanto, há sempre uma razão, a razão é o medo.
Minorias são apenas pessoas, pessoas como nós.
O medo é o nosso verdadeiro inimigo.
O medo está tomando conta do mundo. Está sendo usado como ferramenta de manipulação em nossa sociedade, é através dele que os políticos disseminam sua politica, que a Madison Avenue, nos vendem coisas que não precisamos. Pensem sobre isso. O medo de sermos atacados, o medo de que haja comunistas espreitando em cada canto, de que um país do Caribe não aceite nosso modo de vida e nos ameace, medo que a cultura negra domine o mundo, medo dos quadris de Elvis Presley, medo de que nosso mau hálito possa arruinar nossas amizades... medo de envelhecer e ficar sozinho, medo de ser inútil, medo de que ninguém se importe com o que temos a dizer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário