quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Feridas

Sabe há muitas feridas no mundo, feridas de mais, implorando que eu mexa nelas. Elas imploram para que alguém mexa nelas, sabia? Imploram.
E eu só queria saber, queria saber mesmo, porque nunca ninguém mexe nas minhas?
Porque eu sou tão negligenciado? Porque ninguém arranca a verdade lá do fundo e me diz que eu sou um inútil, que meus pais me querem morto.
Fácil, porque eu já estou morto. Ninguém vai chorar se eu morrer, porque eu já estou morto. Meu coração é gelado. Eu necessito da tristeza para me manter vivo, é patético.
Eu desperdiço minha vida, talvez todos lá fora sejam mentirosos, talvez o mundo todo seja idiota e ignorante mas agora prefiro estar nele do que aqui com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário