sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Um brinde a solidão da massa

Um brinde a solidão da massa, você acha que é brincadeira é? Veja meu relato e vai entender o que é essa dita solidão.
Tudo começou quando, ta não, começar um texto assim é realmente deprimente. Vamos tentar outra vez.
Acordei, lembrei, ri. Sonhei e você estava lá, para tudo! Quem é você? A esqueci , mas você era tão legal, vou tentar te encontrar em outro sonho.
Putz, qual era tua face? A mas foram tantas fases.
Primeiro foi o beijo, sua mão percorrendo pelo meu corpo, sua pele macia na minha, sua mão descendo lentamente ... “PARAGRAFO CORTADO POIS A CENSURA NÃO PERMITE PARA MENORES DE 18 ANOS” ... Enfim foi maravilhoso enquanto durou.
Para minha desgraça, antes do clímax matinal, a telemarketing da LBV me trouxe para a realidade! Ódio, dormi, mas não voltei ao mesmo sonho, digo, nem sonhei.
É a minha carência ta ficando perigosa, estou me apaixonando por um sonho. Há mas vá, a vida ta tão chata, estou precisando de um plus ! E aquele sonho, aquele cheirinho de sonhos, Sim, Sim estou precisando dos comprimidos.
Me veja dois daqueles azulzinhos, e um do vermelhinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário