sábado, 16 de outubro de 2010

Pedinte

O seu cheiro estava legal, você estava usando aquela colônia que te dei no natal. Seu cabelo estava cortado do jeito que eu pedi, lembro, que a cabeleireira até me olhou feio, por eu ter respondido por você qual corte queria.
Sua roupa esta perfeita, exatamente a roupa que eu havia escolhido na loja semana passada. Você tentou me convencer que jamais usaria uma calça daquelas, que não adiantava comprar, mas assim que olhou meus olhos pedintes, comprou.
Você estava exatamente como imaginei, estava a copia dos meus sonhos molhados de adolescente, mas agora sei.
Não quero nada disso.
Não te amo mais. E a culpa é toda sua.
Eu queria realmente que você continuasse com aquele perfume horrível que sempre usou. Com aquele cabelo bagunçado meio desleixado que estava quando te conheci. E essa calça te deixou muito obediente. Eu queria que você fosse você, não um bonequinho nas minhas mãos, não preciso de um fantoche.
Você perdeu sua essência, você não tem opinião , você é fraco fazendo minhas vontades. Se eu quiser mandar em algo, compro um cachorro.

Um comentário: