sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Igualdade

Qual era o endereço do seu esconderijo?
Onde você se escondia criança, qual era o lugar que meus olhos, ouvidos e sentidos não encontravam sua imagem, seus ideais, seu medos e receios que estão me fascinando tão rápido.
Não te conheço, não te conheço realmente entretanto nossa repentina amizade,cresce exponencialmente dentro de mim, suas frases avassaladoras me dominam de tal maneira que não consigo encontrar uma palavra certa para definir.
Fico imaginando como será sua voz, seu sorriso, seus olhos, qual idéia você tem sobre mim, se esta ficando espantado com nossa “igualdade” como eu estou, ou se esta apenas deixando a correnteza levar.
Não sei aonde toda essa história vai nos levar, e por incrível que pareça não quero saber, mesmo minha imaginação tendo gerado várias histórias para um destino juntos. Quero apenas continuar com a sensação de que ter te conhecido,seja uma das melhores coisas que me aconteceram nos últimos tempos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário