quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Explica ?


Qual a razão ? qual a verdadeira razão para tudo isso, olho em volta e tenho a plena certeza, existe algo muito podre acontecendo. É preciso um motivo para toda essa situação, é necessário ao menos uma explicação, para esse instante, instante esse que vou para o inferno mesmo estando no paraíso. Procuro inutilmente algo para satisfazer o vazio interior mas não é preenchido por nada !
O buraco, digo a cratera, que ficou no seu lugar não é ocupada, chocolate, cigarros, beijos roubados, nada satisfaz o meu desejo de te ter.
Procuro em alguns versos expressar o oceano interior, tais versos não representam a dor que sinto , ao ter a certeza que não sou nada para você.
Nada além de algo que passou, de uma noite de loucuras, de uma recaída triste, nada além de uma tentativa de preencher a sua dor.
Você não teve sucesso em seu intuito, você não foi feliz na tentativa, mas conseguiu invadir minha mente de tal forma que estou deixando de ser quem sou, para me encaixar no seu ser.
Como um vidro quebrado o encaixe, não acontece sempre falta uma parte, viro meu mudo de cabeça para baixo em busca desse pequeno “caco” mas não sou feliz em tal procura. Não eu não sou feliz.

2 comentários: